Inglês

The innate immunity gambit Our immune system is divided into two main branches: innate and adaptive. Basically, innate immunity is a bit like Dory the amnesiac fish from Finding Nemo. It doesn’t remember much. You can throw the same virus at your innate immune system and it will not remember it. It will not get any stronger fighting it each time. By comparison, the adaptive immune system has a memory built in. It remembers tiny invaders and fights them back with more vigour each time. Vaccines make use of the adaptive part of our immune system. Dr. Bossche, however, seems to be a big fan of the innate immune system and he worries that all of these COVID-19 vaccines and public health measures are getting in the way of our innate immune system fighting off the coronavirus. He claims that keeping people in lockdown during the pandemic is not beneficial to their innate immune system, which requires exposure to viruses and bacteria to remain in tip-top shape. This is a bad argument. As Dr. Offit pointed out to me, even at home we are exposed to legions of microorganisms. “The food you eat isn’t sterile,” he reminded me, “the dust you inhale isn’t sterile, the water you drink isn’t sterile.” We get exposed to a lot of microorganisms. This innate immunity gambit on the part of Dr. Bossche is something typically seen in wellness communities obsessed with the naturalistic fallacy, where strengthening your immune system is as simple and as natural as taking in the sun, walking in the woods, and hugging people. For Dr. Bossche, however, the solution is not long walks on the beach, but an alleged new type of vaccine focused on training the innate immune system. One of the cell types of the innate immune system is a natural killer cell, and Dr. Bossche claims to be developing a natural killer cell vaccine. Have we seen any evidence of this? No. I believe I speak for many scientists when I say: show us the evidence. Imagine you were a public health advisor and were confronted with this choice: to heed Dr. Bossche’s apocalyptic warning and stop all COVID-19 vaccinations (scenario #1) or to ignore him and follow the evidence (scenario #2). What would you do? In scenario #1, you get rid of vaccines and lockdowns and allow the virus to spread, practically unimpeded, through the population, killing more and more people and leaving many with long-term health consequences. As the virus spreads, it mutates here and there and new variants of concern emerge. And maybe, at some point, Dr. Bossche validates a new kind of vaccine that works in a completely different way and it eventually allows us to curb the pandemic. Maybe. In scenario #2, we vaccinate as many people as we can and as quickly as we can. Cases and deaths go down. If new variants of concern that escape from the protection granted by the vaccines emerge, scientists reformulate the vaccines. This strategy is based on vaccines that target the adaptive arm of our immune system, the same principle that allowed us to slay smallpox and bring polio and measles down to their knees. I know which scenario I would choose.

Português

O gambito da imunidade inata Nosso sistema imunológico é dividido em dois ramos principais: inato e adaptativo. Basicamente, a imunidade inata é um pouco como Dory, o peixe amnésico de Procurando Nemo. Não lembra muito. Você pode lançar o mesmo vírus em seu sistema imunológico inato e ele não se lembrará dele. Não ficará mais forte lutando contra ela a cada vez. Em comparação, o sistema imunológico adaptativo tem uma memória embutida. Ele se lembra de pequenos invasores e os combate com mais vigor a cada vez. As vacinas utilizam a parte adaptativa do nosso sistema imunológico. Dr. Bossche, no entanto, parece ser um grande fã do sistema imunológico inato e ele se preocupa que todas essas vacinas COVID-19 e medidas de saúde pública estejam atrapalhando o nosso sistema imunológico inato na luta contra o coronavírus. Ele afirma que manter as pessoas presas durante a pandemia não é benéfico para seu sistema imunológico inato, que requer a exposição a vírus e bactérias para permanecer em ótima forma. Este é um argumento ruim. Como o Dr. Offit apontou para mim, mesmo em casa estamos expostos a legiões de microorganismos. “A comida que você come não é estéril”, ele me lembrou, “a poeira que você inala não é estéril, a água que você bebe não é estéril.” Ficamos expostos a muitos microorganismos. Este gambito de imunidade inata por parte do Dr.Bossche é algo tipicamente visto em comunidades de bem-estar obcecadas com a falácia naturalística, onde fortalecer o sistema imunológico é tão simples e natural quanto tomar sol, caminhar na floresta e abraçar as pessoas. Para o Dr. Bossche, no entanto, a solução não são longas caminhadas na praia, mas um suposto novo tipo de vacina focada no treinamento do sistema imunológico inato. Um dos tipos de células do sistema imunológico inato é uma célula assassina natural, e Bossche afirma estar desenvolvendo uma vacina de células assassinas naturais. Vimos alguma evidência disso? Não. Acredito que falo por muitos cientistas quando digo: mostre-nos as evidências. Imagine que você fosse um consultor de saúde pública e fosse confrontado com esta escolha: acatar o aviso apocalíptico do Dr. Bossche e interromper todas as vacinações COVID-19 (cenário # 1) ou ignorá-lo e seguir as evidências (cenário # 2). O que você faria? No cenário # 1, você se livra das vacinas e bloqueios e permite que o vírus se espalhe, praticamente desimpedido, pela população, matando mais e mais pessoas e deixando muitas com consequências para a saúde a longo prazo. À medida que o vírus se espalha, ele sofre mutações aqui e ali e novas variantes preocupantes surgem. E talvez, em algum momento, o Dr. Bossche valide um novo tipo de vacina que funciona de uma maneira completamente diferente e, eventualmente, nos permite conter a pandemia. Pode ser. No cenário 2, vacinamos o máximo de pessoas possível e o mais rápido possível.Casos e mortes diminuem. Se surgirem novas variantes preocupantes que escapam à proteção conferida pelas vacinas, os cientistas reformulam as vacinas. Essa estratégia é baseada em vacinas que têm como alvo o braço adaptativo de nosso sistema imunológico, o mesmo princípio que nos permitiu matar a varíola e reduzir a poliomielite e o sarampo. Eu sei qual cenário eu escolheria.

Termos de Uso Tradutoringles.com.br

Certifique-se de cumprir as regras de escrita e o idioma dos textos que você irá traduzir. Uma das coisas importantes que os usuários devem ter em mente ao usar o sistema de dicionário inglesportugues.pt é que as palavras e textos usados durante a tradução são armazenados no banco de dados e compartilhados com outros usuários no conteúdo do site. Por esta razão, pedimos que você preste atenção a este tópico no processo de tradução. Se você não quiser que suas traduções sejam publicadas no conteúdo do site, entre em contato com →"Contato" por e-mail. Assim que os textos relevantes forem removidos do conteúdo do site.


Política de Privacidade

Terceiros, incluindo o Google, usam cookies para veicular anúncios com base em visitas anteriores do usuário ao seu website ou a outros websites. Com o uso de cookies de publicidade, o Google e os parceiros dele podem veicular anúncios para os usuários com base nas visitas feitas aos seus sites e/ou a outros sites na Internet. Os usuários podem desativar a publicidade personalizada acessando as Configurações de anúncios. Como alternativa, você pode orientar os usuários a acessar o site www.aboutads.info para desativar o uso de cookies de publicidade personalizada de terceiros.